História

A Diocese de Jacarezinho é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no estado do Paraná, no Brasil. Foi criada em 10 de maio de 1926 pela bula Quum in Dies Numerus do papa Pio XI, juntamente com a Diocese de Foz do Iguaçu e a Diocese de Ponta Grossa. Compreende uma área de 13.369 km², com uma população de 450.900 habitantes, em 30 municípios, com 55 paróquias, 100 padres, 3 (três) Seminários Diocesanos (Teologia, Filosofia e Propedêutico). Sua jurisdição metropolitana está na Arquidiocese de Londrina e CNBB Regional Sul 2.

Leia o breve resumo histórico da Diocese de Jacarezinho desde sua criação até nossos dias.

1927 a 1945

Em 22 de abril de 1927, por eleição consistório, a Diocese ganha seu primeiro bispo na pessoa do Padre italiano da Congregação da Missão, Pe. Fernando Taddey (60 anos). Foi ordenado Bispo na cidade do Rio de Janeiro em 29 de junho de 1927 chegando à sede da Diocese de Jacarezinho no dia 14 de agosto do mesmo ano. Dom Fernando Taddey trabalhou com afinco para conseguir Padres e Religiosos para a nossa Diocese e possuía amor à juventude. Expressão disso é o inicio das aulas do Colégio Imaculada Conceição em 14 de junho de 1930, dirigido pelas Irmãs Filhas da Caridade e do Colégio Cristo Rei em 1935 com os Padres Palotinos. Faleceu a 09 de janeiro com 73 anos, dos quais 13 dedicados à Diocese de Jacarezinho.

De 1940 a 1942, a Diocese ficou sob os cuidados do Vigário Capitular Mons. Othão Wasehburger. Para segundo Bispo da nossa Diocese, Pio XII escolheu o paulistano Mons. Ernesto de Paula (43 anos) que foi ordenado Bispo a 04 de janeiro de 1942 em São Paulo e tomou posse em 22 de fevereiro do mesmo ano. Ele construiu o Palácio Episcopal e a Cúria e, começou a construção da Catedral. Em 07 de julho de 1945 foi transferido para a Diocese de Piracicaba, ficando a Diocese de Jacarezinho aos cuidados de João Belchior, pároco de Cambará.

1946 a 1961

O Papa Pio XII escolheu o Padre mineiro da Congregação do Verbo Divino, Pe. Geraldo de Proença Sigaud (48 anos) para ser o terceiro Bispo da Diocese de Jacarezinho. A 1º de maio de 1947, em São Paulo, foi ordenado Bispo e a 04 de maio tomava posse da Diocese que era vastíssima abrangendo, na época, os territórios atuais das seguintes Dioceses: Jacarezinho, Cornélio Procópio, Apucarana, Maringá, Paranavaí e Londrina. Em 1948, inaugurou em Joaquim Távora o Colégio São José das Irmãs Franciscanas da Sagrada Família. Em 08 de outubro de 1949 inaugurou a Catedral Diocesana.

Em 1952, a Diocese recebe, em Bandeirantes, as irmãs Franciscanas do Coração de Maria. Nesse ano, Dom Geraldo também organiza o Seminário Menor na Fazenda São Benedito, comprado por ele, em 1948. Em 1º de maio de 1950 procedeu a bênção da Pedra Fundamental do novo Seminário Menor. Em 1º de fevereiro de 1956 foram desmembrados da Diocese de Jacarezinho, as Dioceses de Maringá e Londrina.

Além de criar as Paróquias de Ribeirão do Pinhal (1948), de Abatia (1954), de Itambaracá (1955), de Quatiguá (1959) e de Santa Amélia (1960), Dom Geraldo teve o grande mérito na criação da Faculdade de Filosofia e Letras de Jacarezinho e ser seu primeiro Diretor, em 1960. Em 1961, Dom Geraldo é nomeado, por Pio XII, arcebispo de Diamantina, Minas Gerais e a Diocese de Jacarezinho fica aos cuidados do Vigário Capitular Padre Pedro Filipak. Em 1962, o Papa João XXIII escolhe o quarto Bispo de Jacarezinho, o Pe. Pedro Filipak (42 anos), paranaense de Catanduvas e então Vigário Capitular desta mesma Diocese.

1962 a 1991

Dom Pedro Filipak que já antes havia criado as Paróquias de São Pedro Apóstolo em Jacarezinho (1963), de Sengés (1964) e de Nossa Senhora Aparecida em Cambará (1963), erigiu depois as Paróquias de Conselheiro Mairinck (1966), de Pinhalão (1966), São José Operário de Jacarezinho (1970), São João Batista de Arapoti (1970). Graças ao empenho de Dom Pedro, a Diocese, durante o seu governo, recebeu um bom número de sacerdotes poloneses que marcaram de modo positivo à religiosidade do nosso povo.

Em 1966, as Irmãs Dominicanas começaram o Colégio São Tomás de Aquino em Wenceslau Braz e, em 1967, as Irmãs Franciscanas do Coração de Maria inauguraram o Educandário Santa Izabel em Bandeirantes. No ano de 1975, a relíquia de Santo Inocêncio Mártir é trazido de Roma para a Matriz de Tomazina onde até hoje permanece e é muito venerada. Em 1976, a Diocese comemorou suas bodas de ouro. Dom Pedro Filipak escreveu uma carta pastoral para toda a Diocese convidando o Presbitério e todo o povo de Deus a ter de consciência mais profunda da realidade da Igreja, a assumir o compromisso de ser cristão e a agradecer tantas graças recebidas.

Em 28 de novembro de 1977, o Papa Paulo VI, nomeia Dom Conrado Walter (54 anos), religioso Palotino, de nacionalidade alemã, para ser Bispo Auxiliar de Dom Pedro Filipak. Foi ordenado bispo na Catedral de Cornélio Procópio no dia 02 de fevereiro de 1978, no dia 11 de dezembro de 1982, Dom Pedro filipak sofre um derrame cerebral ficando impossibilitado de dirigir a Diocese e vindo a falecer a 10 de agosto de 1991. dom Conrado Walter então assume o governo da Diocese de Jacarezinho sendo seu quinto Bispo. Em 1981, a Diocese aceitou a prelazia de Cruzeiro do Sul, no Acre, como Igreja Irmã, enviando para lá sacerdotes com a missão de fundarem o Seminário Diocesano que hoje produz muitos frutos.

1991 a 2000

Tendo à frente Dom Conrado Walter, a Diocese continuou crescendo no fervor e em vocações sacerdotais o que motivou a construção do novo Seminário para os seminaristas do Curso Teológico e Filosófico. Em 1996, Dom Conrado inaugurou o novo Seminário. Dos Padres formados pela Diocese de Jacarezinho, dois foram nomeados Bispos: Dom Mauro Aparecido dos Santos, Bispo de Campo Mourão – Pr, ordenado na Catedral Diocesana de Jacarezinho no dia 14 de agosto de 1998; e Dom Elizeu de Moraes Pimentel, ordenado Bispo também em Jacarezinho a 20 de março de 2002 e nomeado para a Diocese de Paranavaí/PR.

Em 1998, há um novo envio de padres missionários para a nova Igreja Irmã, a Diocese de Diamantino em Mato Grosso. Hoje estão lá 5 dos nossos Padres, ajudando essa Diocese tão carente de sacerdotes.

2000 a 2010

A 15 de agosto de 2000, Dom Conrado inaugura, em Jacarezinho, o Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe, com a presença do Sr. Núncio Apostólico e dos bispos do Paraná. No dia 16 de setembro desse mesmo ano, Dom Conrado deixa o governo da diocese, visto ter completado 75 anos. Em seu lugar, como sexto Bispo, é apresentado Dom Fernando José Penteado (66 anos) que desde 1979 era Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo.

Em 2002, começaram a existir dois Seminários na diocese de Jacarezinho, o Seminário Maior de Teologia “Divino Mestre” e o Seminário de Filosofia “Rainha da Paz” este localizado na Casa de Encontros da Diocese. A partir de 2002, o Curso Teológico para leigos que existia em Jacarezinho, foi criado em cada um dos outros 4 Decanatos e até hoje é muito apreciado pelos que dele participam. Neste ano de 2006, a Diocese comemora seus 80 anos de existência. Além das Santas Missões Populares, que visam um despertar dos cristãos.

2010  – Atual

Foram criadas as Paróquias São Geraldo Majela (Bandeirantes/2008) e São Sebastião (Distrito do Campinhos-Ibaiti/2010). Em 23 de Junho, saiu a aprovação de renúncia de Dom Fernando José Penteado, haja visto, que completou 75 anos de idade, e foi nomeado o sétimo Bispo Diocesano de Jacarezinho, Dom Antonio Braz Benevente, que foi ordenado bispo em Uberaba/MG em 07 de setembro de 2010 e tomou posse na Diocese em 10 de Outubro de 2010.

Quem somos

O portal DJ8 é um canal de comunicação da Diocese de Jacarezinho PR com a finalidade de promover todos os veículos de comunicação da diocese em uma única plataforma.

Contato

Diocese de Jacarezinho
Av. Getulio Vargas, 262
CEP.: 86400-000
Jacarezinho – PR
(43) 3525-0707
diocesedejacarezinho@hotmail.com
Bispo: Dom Antonio Braz Benevente

Pastoral da Comunicação
pascomdiocesejacarezinho@gmail.com
Assessor: Pe. Eric Simon

 

Facebook